Fortalecimento do Sistema Confea/Crea é foco da reunião do Colégio de Presidentes

O primeiro dia de reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/ Crea foi marcado por uma extensa pauta pontuada por demandas específicas de cada Crea, mas também por  questões mais amplas da Engenharia e da Agronomia no País. O fortalecimento do Sistema; as decisões políticas e institucionais e a aprovação de novas Resoluções que regulamentam o exercício profissional foram foco dos debates entre os presidentes dos 27 Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia e da presidência do Confea que estarão reunidos em Aracaju até a próxima sexta-feira (2/6).

O evento que acontece no Hotel Mercure, na Orla da Atalaia foi aberto nesta quarta-feira (31/5) pelo presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo Arício Resende que agradeceu a presença de todos e destacou a importância da reunião.  “É um espaço importante para discussão, avaliação e tomada de decisões políticas e institucionais, cuja relevância abrange, pontualmente, todos os Creas, e o Sistema como um todo. Além das especificidades, a reunião traz para reflexão e debate, a Engenharia como ferramenta fundamental para o retorno do crescimento econômico, de forma sustentável e inovadora”, destaca Arício.

Coord. do CP, Modesto Ferreira

Os trabalhos foram conduzidos pelo coordenador do Colégio de Presidentes (CP) e presidente do Crea-RN,  Modesto Ferreira dos Santos. Também participaram da mesa diretiva, o presidente do Confea, José Tadeu Silva; o coordenador-adjunto do CP, Laércio Aires dos Santos e o diretor-presidente da Mútua, Paulo Roberto Guimarães. Também prestigiaram o primeiro dia de atividades, representantes de diversas entidades de classe, conselheiros e convidados, a exemplo do deputado estadual por Alagoas, Inácio Loiola Damasceno Freitas e o superintendente de Recursos Hídricos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Ailton Francisco da Rocha.

GALERIA DE FOTOS DA REUNIÃO

O coordenador do CP, o engenheiro eletricista e de segurança do trabalho, Modesto Ferreira ressaltou que a reunião tem por objetivo uniformizar os procedimentos, a fim de trabalhar como um sistema único, e não de forma isolada. “É um momento importante para discussão sobre demandas e experiências administrativas, financeiras; políticas e eleitorais com o propósito de chegar um consenso, definindo propostas que serão encaminhadas para avaliação do Confea”, explica o coordenador.

Presidente do Confea, José Tadeu Silva

Um dos principais pontos destacados foi à aprovação da Resolução que prevê o cancelamento de registro de profissionais da Engenharia condenados por má conduta, envolvimento em escândalos ou crimes infamantes. “Havia uma enorme cobrança da CGU; TCU e da sociedade em relação ao posicionamento do Confea em face do envolvimento de profissionais da Engenharia com diversos escândalos como a Lava-Jato. Era cobrada uma atitude para punir os profissionais que tivessem má conduta ou estivessem envolvidos em escândalos ou crimes infamantes. A sociedade agora tem esta garantia do Sistema Confea/Crea em defesa da ética profissional”, afirma José Tadeu Silva.

O tema foi tratado também durante uma entrevista dos presidentes José Tadeu da Silva e Arício Resende (Crea-SE) ao Bom Dia Sergipe, da Rede Globo. Durante seis minutos, os dois ressaltaram a importância da discussão da resolução que pune profissionais por crime infamante e envolvimento em escândalos.

As atividades da 3ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea/Mútua prosseguem até sexta-feira e um dos assuntos em debate é o retorno da obrigatoriedade da adoção do Livro de Ordem pelos CREAs no controle das obras e serviços de engenharia.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *