Crea-SE destaca atribuições de engenheiros agrônomos na Semana de Acolhimento da UFS Campus-Glória

Crea-SE recepciona futuros profissionais do curso de Engenharia Agronômica

Qual o papel do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe? Como funciona? Qual a importância da instituição para os profissionais e estudantes? Foi neste ambiente de descobertas e informações sobre o Sistema Confea/Crea que os 48 novos alunos do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de Sergipe- Campus Glória- iniciaram o ano letivo.

A convite da diretoria da instituição de ensino, o Crea-SE participou da abertura da Semana doAcolhimento, cuja programação foi aberta  nesta segunda-feira (22). A assessora técnica do Conselho, a engenheira agrônoma Marina Franca iniciou a palestra destacando a atuação do Conselho. “O Crea cumpre o seu papel de fiscalizar o exercício profissional com responsabilidade. Além da emissão de registros e vistos que regulamentam a atividade profissional e de empresas, o Conselho registra um dos mais importantes instrumentos de comprovação do exercício legal dessas profissões: a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) documento que permite a identificação dos responsáveis técnicos pelos empreendimentos”, ressaltou Marina.

Eng. Agrônoma, Marina Franca

Em sua fala, a assessora discorreu sobre assuntos de interesse dos futuros profissionais da área ao abordar as atribuições dos profissionais da Engenharia Agronômica e campos de atuação profissionais. “Somos pesquisadores, professores, fiscais, assistentes técnicos, empresários do ramo do agronegócio. Nossa profissão representa uma pluralidade ampla de atividades que podemos exercer e que devemos contribuir para a melhor qualidade de vida”, afirmou. Também falou sobre receituário agronômico. “Aos engenheiros e engenheiras agrônomas compete à prescrição de agrotóxicos de forma tecnicamente responsável, uma vez que devem ser feitas as devidas visitas as lavouras com avaliações de infestação, nível de dano econômico da cultura, sendo toda a recomendação munida da receita agronômica fornecida pelo Crea, com previa ART”, disse a engenheira.

Professor, Eric Barbosa

Para o professor do curso de Engenharia Agronômica, Eric Barbosa, a apresentação do Crea-SE aos futuros profissionais é uma forma de proximidade importante. “A proposta é que os alunos iniciem este novo ciclo conhecendo melhor o curso que escolherem, suas atribuições e áreas de atuação. Estas informações foram bem esclarecidas pelo Crea-SE na palestra. Uma explanação importante que tirou muitas dúvidas e, principalmente ampliou o conhecimento sobre o papel do Conselho”, afirma Eric.

Professor Thiago Ricarte

 “A participação do Crea-SE na Semana do Acolhimento foi um momento de integração entre os alunos e o Conselho. Os temas aqui abordados foram de extrema importância para o entendimento das atribuições do engenheiro agrônomo. Também ficou claro que o Crea não existe apenas para receber anuidade como pensam muitos estudantes. O Conselho tem projetos, propostas e ações em defesa da valorização profissional, além de e uma participação atuante na sociedade”, reforça o professor  Thiago Ricarte.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *