Balanço da Fiscalização Preventiva Integrada do São Francisco é divulgado

Ao longo dessas duas semanas de Fiscalização Preventiva Integrada – FPI do São Francisco -, as equipes de Espeleologia e Arqueologia, Mineração, Aquicultura, Aquática, Fauna, Patrimônio Cultural, Comunidades Tradicionais, Saneamento I e II, Gestão Ambiental I e II, Agrotóxicos, Flora e Abate visitaram 10 cidades do Baixo São Francisco. As ações foram encerradas na última sexta-feira (6/10) com uma audiência pública, onde a FPI/SE apresentou os resultados das atividades desenvolvidas nos municípios de Propriá, Telha, Pacatuba, Neópolis, Ilha das Flores, Brejo Grande, Amparo do São Francisco, Santana do São Francisco, Pirambu e Japaratuba.

Participaram da audiência, líderes comunitários, representantes das Prefeituras, lideranças quilombolas, promotores de Justiça, Coordenação Geral da FPI/SE e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. A reunião aconteceu das 9h até por volta das 14h, na AABB de Propriá, localizada na Praça Fausto Cardoso.

Balanço

Diversas irregularidades ambientais foram encontradas, entre elas: desmatamento de mata atlântica e de mangue, construção em áreas de preservação permanente, apreensão de madeiras, descarte irregular de lixo, despejo de esgoto no rio, extração ilegal de minério, entre outras.  Além disso, foram alvos da FPI os matadouros, frigoríficos, fabriquetas de queijo e pontos irregulares de venda e armazenamento de agrotóxicos.Cerca de 1.480 animais silvestres foram resgatados, entre eles aves em extinção. Também foram feitas descobertas de grande importância para o estado de Sergipe, como o registro de novas cavernas, sítios arqueológicos terrestres e subaquáticos, e fósseis.

Relembre

A Fiscalização Preventiva Integrada começou no dia 25 de setembro. O objetivo da FPI é proteger o meio ambiente natural e cultural da Bacia do Rio São Francisco e melhorar a qualidade de vida do povo da região, por meio de ações planejadas e integradas de conservação e revitalização.

Instituições parceiras

Várias instituições estão articuladas na Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe, são elas: Ministério Público Federal e Estadual; Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco; Fundação Nacional de Saúde; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis; Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Secretaria do Patrimônio da União; Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade; Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária; Fundação Cultural Palmares; Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga; Marinha do Brasil; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Museu de Arqueologia de Xingó da UFS; Universidade Federal de Sergipe; Departamento Nacional de Produção Mineral; Coordenação De Vigilância Sanitária; Administração Estadual do Meio Ambiente; Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe; Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos; Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe; Polícia Militar; Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe; Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Secretaria de Estado da Cultura; Polícia Civil; ONG Centro da Terra; ONG Fundação Mamíferos Aquáticos.

Assessoria de Comunicação – FPI/SE

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *