Profissionais de Engenharia apresentam contribuições para o Plano de Desenvolvimento Sustentável de Sergipe

Apresentação do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe na sede da AEASE.

O papel transformador da engenharia na indução do crescimento econômico e social de Sergipe norteou o debate promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-SE) sobre o Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES). O documento elaborado pela Assembleia Legislativa foi apresentado e discutido junto aos profissionais do Sistema Confea/Crea/Mútua na noite de quarta-feira (29) na sede da AEASE.

CONFIRA FOTOS DO EVENTO NO FACEBOOK

Pres. do Crea-SE, Jorge Roberto Silveira.

 O presidente do Crea-SE, engenheiro civil, Jorge Roberto Silveira parabenizou o presidente da Alese, deputado estadual, Luciano Bispo pela elaboração do PDES. “Podemos afirmar que o documento é um Plano Diretor do Estado, o qual mapeia com base em dados estatísticos e informações, as potencialidades econômicas de cada região e apresenta propostas e metas para a evolução e fortalecimento dos setores produtivos, mostrando como o Estado pode crescer e traçar suas ações”, disse.

A apresentação reuniu lideranças e profissionais do Sistema Confea/Crea/Mútua

O Plano traz um diagnóstico preciso de vários segmentos e ações que envolvem a Engenharia, a exemplo do agronegócio, planejamento e execução de obras como estradas, edifícios, aeroportos, barragens, pontes, sistema de abastecimento de água e tratamento de esgotos, ferrovias. “A Engenharia está diretamente ligada ao desenvolvimento, por isso os profissionais do Sistema não poderiam ficar fora dessa discussão. O debate foi bastante construtivo e várias propostas foram apresentadas”, enfatiza o presidente, Jorge Roberto Silveira.

Presidente da Alese, Luciano Bispo

O presidente da Alese, Luciano Bispo agradeceu a oportunidade de apresentar e discutir o Plano de Desenvolvimento aos profissionais da Engenharia. “Foi um encontro muito produtivo, com troca de informações e sugestões que enriqueceu nossos estudos. Só tenho a agradecer pelas importantes contribuições”, enfatizou

coordenador do PDES, Marcelo Barberino .

Bispo.

Em sua apresentação, o coordenador do PDES, Marcelo Barberino reforçou que os segmentos econômicos analisados abarcam todas as modalidades da Engenharia e destacou a importância da agricultura e da construção civil para o

Economista Fernando Carvalho

desenvolvimento do Estado. O economista Fernando Carvalho também salientou que a importância do profissional de Engenharia não se limita ao ponto de vista da obra ou o quanto ele gera de recursos e dividendos para o Estado, mas sim como elemento humano transformador da sociedade.

Diretor Geral da Mútua-SE, Ronald Vieira Donald

O evento contou com a presença do diretor geral da Mútua-SE (Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea), engenheiro civil, Ronald Vieira Donald que parabenizou o Crea-SE por colocar a engenharia no centro das discussões que envolvem políticas públicas, investimentos e o futuro dos segmentos produtivos nas áreas pública e privada. Donald também parabenizou o presidente da Alese pela promoção do PDES.

O debate teve a participação de profissionais da engenharia, conselheiros, representantes de entidades de classe, lideranças do Sistema Confea/Crea/Mútua e assessores da Alese e do Crea-SE.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *