Presidentes dos Creas Nordeste definem propostas para padronizar procedimentos

Presidentes dos Creas da região Nordeste em reunião na sede do Crea-SE

A padronização de procedimentos relacionados à emissão de CAT, ART; Certidões de débito e de quitação foi um dos assuntos da reunião do Fórum de Presidentes dos Creas do Nordeste que ocorreu na última sexta-feira na sede do Crea-SE. A nova Lei de Licitação também esteve na ordem do dia. Todas as propostas discutidas e aprovadas no Fórum serão apresentadas no Colégio de Presidentes que ocorre nos dias 7,8 e 9 do próximo mês de outubro, em Salvador (BA).

CONFIRA FOTOS NO FACEBOOK

Da esquerda para a direita: Pres. do Crea-MA,Luis Plécio;Pres. do Crea-RN, Ana Adilgisa; Pres. do Crea-SE, Jorge Silveira; Pres. do Crea-AL, Rosa Tenório e Pres. do Crea-PE, Adriano Antônio .

O encontro foi aberto pelo presidente do Crea-SE, engenheiro civil Jorge Roberto Silveira e conduzido pelas coordenadoras titular e adjunta do Fórum, respectivamente Ana Adalgisa Dias Paulino (Presidente do Crea-RN) e Rosa Tenório (Presidente do Crea-AL). Um dos assuntos em pauta foi à padronização na emissão de certidão de registro e de quitação. “É fundamental a padronização desse procedimento para facilitar a vida do profissional. Hoje cada Crea tem seus critérios próprios na liberação desses documentos, o que acaba dificultando e criando problemas para o profissional”, afirma Rosa Tenório.

A necessidade de capacitação dos conselheiros e servidores sobre a Lei de Licitações e a padronização dos procedimentos diante das novas regras foi uma demanda comum dos presidentes, colocada em discussão e aprovada.  Outro ponto bastante discutido e também aprovado foi o Sistema Nacional Integrado para todos os Conselhos. “É necessário que os Creas tenham um mesmo sistema de informação para que todos usem a mesma base, o mesmo formato de ART, o que certamente vai evitar ruídos e garantir uma melhor celeridade no atendimento aos profissionais”, afirma Ana Adalgisa.

Para o presidente do Crea-SE, Jorge Silveira a reunião foi bastante produtiva. “Foi um dia inteiro de discussões, onde cada presidente colocou as dificuldades e avanços de seus respectivos Conselhos, principalmente no que se refere à operacionalização junto aos profissionais. As demandas aqui colocadas resultaram em propostas que serão encaminhadas para apreciação no Colégio de Presidentes e depois para o plenário do Confea. Em comum todos concordam da real necessidade de padronização de determinados procedimentos com o objetivo único de atender com maior celeridade as demandas diárias dos nossos profissionais”, disse o presidente, Jorge Silveira.

 O Superintendente de Integração do Sistema Confea/Crea, engenheiro civil, Osmar Barros Júnior prestigiou o evento de forma virtual, representando o presidente do Confea, Joel Krüger. Também participaram o engenheiro agrimensor, Joseval Costa Cerqueira (Presidente do Crea-BA); engenheiro civil, Luis Plécio da Silva Soares (Presidente do Crea-Maranhão); engenheiro civil, Adriano Antônio de Lucena(Presidente do Crea-Pernambuco).

Também estiveram presentes, os diretores Geral e Financeiro da Mútua-SE, respectivamente, Ronald Vieira Donald e Solange Maria Souza; a coordenadora-adjunta do Programa Mulher do Crea-SE, Iara Peixoto;  conselheiros; a presidente do CreaJr-SE, Jamille de Barros; assessores conselheiros; assessores e servidores.

Texto: Ascom/ Crea-SE

Fotos: Joel Luiz e Ascom/SE

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *