Na Soea, Mútua amplia parceria com entidades de classe

Presidente Paulo Guimarães destacou as parcerias da Mútua com as entidades nacionais e como isso colabora para mais profissionais terem acesso aos benefícios da Caixa de Assistência

A 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) ainda não havia sido iniciada oficialmente mas, desde a manhã de domingo (15), já ocorriam atividades envolvendo a integração das instituições e debates sobre propostas para o desenvolvimento nacional. Foi o caso da reunião do Colégio de Entidades Nacionais (Cden) – um fórum consultivo do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), constituído pelas entidades representativas das profissões ligadas ao setor tecnológico. A convite de Valmor Pietsch, coordenador do Colégio e presidente da  Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas (Abeag), a Mútua fez apresentação de temas de interesse das entidades nacionais, participando dos dois dias da reunião, que contou com a presença do presidente da Mútua, Paulo Guimarães, e dos diretores de Benefícios, Jorge Silveira, e de Tecnologia, Cláudio Calheiros.

Na participação da Caixa de Assistência, domingo e segunda-feira, foram apresentadas detalhadamente, para os representantes das 28 entidades de classe que compõem o colegiado, as possibilidades de parceria de divulgação e o TecnoPrev, o plano de previdência ofertado aos profissionais associados, objetivando, também, fortalecer e ampliar a integração entre a Instituição e as entidades que atuam diretamente com os profissionais.

“Entre 2015 e 2018, dobramos o número de associados e as ações realizadas em parceria com as entidades foram fundamentais para esse crescimento. Por isso, acredito que só com a união de esforços e a integração de todas as entidades que compõem o Sistema Confea/Crea e Mútua será possível defender e promover o desenvolvimento das nossas áreas profissionais e, com isso, prestar um melhor serviço à sociedade”, defendeu o presidente Paulo Guimarães, no primeiro dia do encontro.

Entre as várias manifestações de elogios e agradecimentos dos representantes das entidades nacionais sobre a atuação e a parceria da Mútua, o presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Civis (Abenc), Francisco José Teixeira Coelho Ladaga, destacou a atuação da Mútua e sua importância na realização de projetos. “A Mútua é uma parceira importante, sua participação é fundamental para a realização de diversos projetos das entidades, com uma atuação sempre com qualidade técnica”, afirmou.

Clóvis Francisco do Nascimento, presidente da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), também valorizou e agradeceu a parceria com a Mútua, que vem permitindo muitas ações conjuntas de divulgação em simpósios, eventos em geral e importantes publicações da entidade.

Falando pela Confaeab, Raul Zucato disse ser grato ao apoio da Mútua para o recente evento da entidade, o Congresso Brasileiro de Agronomia, ocorrido no Rio de Janeiro, que teve, mais uma vez, patrocino da Caixa de Assistência. Ele também reconheceu a importância da participação da Mútua naquele evento. Marco Aurélio Candia Braga, presidente da Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi) também fez questão de dar o seu depoimento quanto aos benefícios da parceria de divulgação da Mútua com a entidade em eventos realizados no Brasil todo e nas publicações da Federação.

Murilo Pinheiro, presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), parabenizou o presidente do Crea-TO, Marcelo Maia, pelo empenho ao sediar a Soea, promovendo o evento com patrocínio da Mútua e em parceria com o Confea. Pinheiro salientou o trabalho que vem sendo realizado pelo presidente Paulo Guimarães à frente da Mútua, em apoio aos profissionais e suas entidades: “Tem sempre uma postura de quem procura o bem e quer realizar”, disse. Com a Mútua, a FNE tem parcerias, entre as quais, do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, cuja edição mais recente aborda o tema Engenharia de Manutenção. Citando a crise econômica e a dificuldade de atuação das entidades profissionais, o presidente da FNE destacou a necessidade da unidade daqueles que representam a tecnologia no país, como as instituições que compõem o Cden.

Divulga Mútua e TecnoPrev

Pinheiro: chamado à Engenharia unida

Nos dois dias de reunião do Cden, foi realizada apresentação sobre o Divulga Mútua, ferramenta para as solicitações das entidades no apoio à realização de eventos, publicação e a divulgação de entidades de classe, instituições de ensino e dos Creas. Também foram prestadas informações sobre benefícios para profissionais e estudantes da área tecnológica. A exposição foi feita pela gerente de Comunicação e Marketing da Mútua, Margareth Vicente, e pela coordenadora de Eventos, Rosiete Monteiro.

Já na segunda-feira, foi a vez de detalhar o TecnoPrev, o plano de

TecnoPrev e as parcerias que podem ser realizadas com as entidades nacionais

previdência complementar da Mútua, com o intuito de permitir que o plano possa ser ofertado diretamente pela Mútua aos filiados das entidades de classe. As explicações foram feitas pelo gerente de Previdência da Mútua, Rodrigo Castilho.

Representantes do Cden, como Miguel Fernández, da Abes, puderam ter esclarecidas dúvidas sobre as características do TecnoPrev e fizer sugestões e elogios

“É importante ressaltar que a Mútua empreende, hoje, em todas as regionais e com o auxílio da seguradora Mongeral Aegon, um trabalho consistente para ampliar as associações e aproximar a Caixa de Assistência das entidades de classe e dos profissionais. Nós acreditamos que essa parceria é importante e pode se tornar mais uma fonte de receita para as entidades”, explicou Paulo Guimarães.

Um dos objetivos da parceria foca no fato de a entidade não necessitar de infraestrutura ou realizar qualquer capacitação para oferecer o TecnoPrev, pois todo o trabalho é realizado pela Mútua, em parceria com a Mongeral Aegon.

O engenheiro civil Miguel Alvarenga Fernández y Fernández, da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), elogiou as vantagens do TecnoPrev, como a taxa de carregamento de 0%, e a importância de o plano garantir a segurança dos investimentos.

No último ano, o TecnoPrev recebeu 14,7 mil novos participantes, passando de 53,3 mil para 68,1 mil – um aumento de cerca de 28% no período. Já a evolução dos investimentos, com um crescimento bastante expressivo, registrou um aumento em torno de 37%, passando do montante de R$97 mi para R$132,8 mi.

O TecnoPrev oferece ao participante acesso a extratos, gráficos de rentabilidade, carteira de investimentos e outras informações da conta individual, que é segregada dos demais participantes, do patrimônio da Mútua e do patrimônio da administradora do Plano, BB Previdência.

Para quem já possui outro plano de previdência complementar, é possível fazer a portabilidade para o TecnoPrev. O pedido de migração de previdência é bastante simples. Basta que o associado entre em contato com a Mútua e forneça seus dados e os do seu plano em vigor.Mais informações, ligue para a Central de Relacionamento Mútua 0800 61 0003 ou pelo portal: tecnoprev@mutua.com.br.

Fonte e fotos: Gecom/Mútua.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *