Encerramento do 4º ESC é marcado pelo sentimento de renovação e compromisso

Integração, dinâmicas com foco em determinação e motivação, troca de experiência profissional e muita informação marcaram os dois dias do 4º Encontro de Servidores e Conselheiros do Crea-SE realizado nos das 8 e 9 deste mês de março na sede da AEASE. A programação foi encerrada na sexta-feira com a participação do presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, engenheiro civil, Joel Krüger que falou sobre a necessidade de realizar um amplo trabalho de modernização e de mudança no Sistema.

“Vamos precisar integrar o corpo funcional do Conselho Federal e dos Regionais. Integrar ações jurídicas, parlamentares, de comunicação e articulação. Precisamos fazer um grande trabalho em equipe. Temos uma força muito grande no nosso sistema profissional, mas não estamos sabendo usar de maneira adequada. Temos essa capacidade e capilaridade que é a articulação em todo o Brasil e nós não nos fazemos representar”, afirmou Krüger.

                                                                              GALERIA DE FOTOS

Na ocasião, o presidente do Confea garantiu que 2018 será o ano da Fiscalização para o Sistema, no qual será dado início a um trabalho de aperfeiçoamento e intensificação dessa atividade que deve prosseguir nos anos seguintes. Joel Krüger também fez um alerta sobre a falta de manutenção de obras. “Temos grandes desafios e entre eles está a falta de manutenção preventiva. A preocupação é necessária pelo fato de que as edificações têm vida útil predeterminada, ou seja, foram dimensionadas para um fim específico. Diante disso, a falta de manutenção, assim como o uso indevido, pode expor um determinado imóvel a grandes riscos, até mesmo causando vítimas, como ocorreu em Sergipe por conta do desabamento de uma caixa d’água”, disse.

gerente de Apoio aos órgãos Colegiados, Adriana Alves

Na sequência, a gerente de Apoio aos órgãos Colegiados, Adriana Alves ministrou palestra sobre ‘O papel dos conselheiros no contexto do Regimento Interno’ com foco no conjunto de regras que regulamentam o funcionamento da autarquia. Em sua fala, a palestrante trouxe para discussão o passo-a-passo dos procedimentos administrativos e questões relativas às modalidades profissionais, estrutura básica, ordem de pautas das Reuniões Plenárias, além de pedidos de vistas em processos.

 “O conselheiro regional tem como atribuição específica apreciar os assuntos inerentes à fiscalização e ao aprimoramento do exercício profissional, visando à defesa da sociedade e observando os princípios éticos, morais e legais, preservando as profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea, de forma justa, imparcial e responsável. Por isso, eventos como este são fundamentais. É uma oportunidade de trocar e agregar informações e conhecer como funciona o Sistema”, disse Adriana Alves.

A palestra seguinte foi ministrada pelo professor e diretor de marketing da Liga Sergipana de Coaching, Moab Teles que trouxe para

Moab Teles

discussão a ‘importância de administrar o tempo nas atividades corporativas e pessoais’. O assunto atraiu a atenção do público que participou de forma ativa das discussões e das dinâmicas.

 “Muitos profissionais atualmente se sentem escravos de sua rotina de trabalho e gostariam que o dia tivesse 48 horas em vez de 24 para dar conta de suas tarefas. No entanto, muitas vezes o que é chamado de falta tempo na verdade é falta de organização e foco naquilo que é realmente importante e prioritário”, disse o palestrante que em sua apresentação mostrou ferramentas e atitudes práticas que levaram o público a descobrir que tempo é algo que não falta.

Maria Margareth Cláudio

A programação foi encerrada em clima de festa e motivação com a palestra da professora e especialista em psicologia organizacional, Maria Margareth Cláudio. O tema ‘ Ser ou não ser feliz: uma questão individual’ atraiu a atenção e a participação dos participantes. “Na prática o que eu faço para ser feliz?”.   Se esta pergunta passou pela sua mente, parabéns!  O primeiro passo para a conquistada felicidade é fazer desabrochar a capacidade que cada um de nós temos de explorar os frutos da experiência pessoal para alcançar a realização e isso acontece com o autoconhecimento e a autoconfiança. A felicidade e a confiança têm a ver com a consciência de si, do outro e da situação”, destacou ela em sua palestra.

Para o presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo, Arício Resende o 4º ESC  alcançou seus objetivos ao abrir espaço para a reflexão em várias vertentes envolvendo não apenas o lado profissional mas, também, o lado pessoal, o  lado humano. “Tivemos momentos de questionamentos, aprendizado, interação e momentos emotivos. Foi uma programação especial. Agradeço a participação de todos e, em especial dos palestrantes que abordaram com muita propriedade temas importantes e de interesse de todos”, disse o Presidente.

Texto: Iris Valéria de Azevedo- Assessora de Comunicação do Crea-SE

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *