Criação do Grupo de Trabalho Ambiental é pauta de reunião entre o Crea-SE e a ASESA

Questões profissionais da Engenharia Ambiental e Sanitária pautaram a reunião com o Crea-SE e representantes da ASESA.

O presidente do Crea-SE, engenheiro civil, Jorge Roberto Silveira recebeu  integrantes da diretoria executiva da  Associação Sergipana  dos Engenheiros Ambientais e Sanitaristas (ASESA) . No encontro, discutiram temas cada vez mais relevantes aos profissionais da área e à sociedade em geral, com destaque para a minuta do Manual de Fiscalização Ambiental e, ainda, a proposta de criação de um Grupo de Trabalho, ações que têm o objetivo de promover o envolvimento e participação dos profissionais junto as atividades do Crea-SE.

“A proposta do GT é garantir junto ao Crea-SE, um espaço para discussão de pautas de interesse da engenharia ambiental. Também é uma forma de integrar os profissionais da área, estreitando a relação com o Conselho”, afirma a presidente da ASESA, Vitória Caroline Oliveira Souza. A sugestão foi respaldada pelo presidente do Crea-SE que considera fundamental a participação dos profissionais no fortalecimento e ampliação das atividades do Conselho. A proposta será colocada em pauta para avaliação e votação em plenária.

Em relação ao Manual de Fiscalização, elaborado pela Comissão Temática de Estudos Socioambientais – CTESA-, a presidente da AESA, pediu o apoio do Crea-SE, no sentido de acompanhar junto ao Confea, o andamento das discussões e aplicabilidade das diretrizes propostas no documento. “O Manual contem orientações para a fiscalização na área ambiental. A proposta é que seja adotado por todos os Creas”, explica Vitória Caroline.

Presidente, Jorge Silveira: “Vamos alinhar novas ações e realizar um trabalho em conjunto com a ASESA pela valorização dos profissionais da Engenharia Ambiental e Sanitarista”.

O presidente Jorge Silveira destacou a importância do Manual e afirmou que vai colocar o assunto na próxima reunião do Colégio de Presidentes. “Vou acompanhar de perto o andamento dessa proposta”, disse ele ao ressaltar que também pretende aplicar as diretrizes do documento no Plano de Fiscalização do Crea-SE a partir do próximo mês de abril, uma iniciativa que dará  maior abrangência as questões ambientais, focando nas especificidades que a área exige, verificando com maior profundidade  as atividades que podem e devem ser fiscalizadas e os respectivos profissionais que podem e devem ser responsáveis técnicos no âmbito ambiental.

Ao encerrar a reunião, a qual definiu como bastante produtiva, o presidente Jorge Silveira afirmou que o Crea-SE está engajado na valorização dos engenheiros ambientais. “Por ser uma profissão relativamente nova, ainda há um desconhecimento por parte do mercado e da sociedade sobre a importância e o porquê contratar um engenheiro ambiental, uma situação que vamos trabalhar para mudar, por meio de ações conjuntas entre o Conselho e a ASESA”, afirma Jorge Silveira.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *