Crea-SE toma posse no Comitê da Bacia do Rio São Francisco

A crise hídrica, que afeta a capacidade de geração de energia do setor elétrico está na ordem do dia, sendo um dos assuntos mais destacados na posse dos novos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), ocorrido nesta quinta-feira (16), em Maceió (AL). A nova composição conta com a participação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE), eleito como membro titular do colegiado no segmento Organizações Técnicas de Ensino e Pesquisa.

Presidente do Crea-SE, Jorge Roberto Silveira

“Estamos sendo empossados num momento em que o país enfrenta um sério problema de escassez de água, o que aumenta a responsabilidade e o compromisso do Conselho na atuação dentro do Comitê, o qual tem um papel fundamental nas discussões e decisões em relação aos recursos hídricos”. É o que afirma o presidente do Crea-SE, engenheiro civil, Jorge Roberto Silveira ao reforçar que a crise hidrológica  exige de todos ações responsáveis. Da população, a revisão de hábitos que resultam em desperdício; do poder público, ações gerenciais, como campanhas, e adoção de políticas de infraestrutura que reduzam o risco de desabastecimento.

Engenheiro agrônomo, Pedra Lessa, representante do Crea-SE no BHSF.

No Comitê, o Crea-SE será representado pelo engenheiro agrônomo, Pedro Araújo Lessa, profissional com ampla experiência e conhecimento da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. “É com muita responsabilidade que hoje assumo o posto de representante do Sistema Crea no Comitê, o qual tem como missão realizar a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos da bacia, na perspectiva de proteger os seus mananciais e contribuir para o seu desenvolvimento sustentável”, ressalta Lessa.

Da esq. p/dir.: Almacks Luiz Silva, Marcus Vinícius Polignano e José Maciel Nunes de Oliveira.

Concorrendo em Chapa Única, foram eleitos para presidente, José Maciel Nunes de Oliveira, para vice-presidente, Marcus Vinícius Polignano e para o cargo de secretário, Almacks Luiz Silva. Para a coordenação das Câmaras Consultivas Regionais foram eleitos na região do Alto, Altino Rodrigues e Adson Ribeiro, no Médio, Ednaldo Campos e Cláudio Pereira, no Submédio, Cláudio Ademar e Abelardo Montenegro e, no Baixo, Anivaldo Miranda e Rosa Cecília.

Todo o processo de renovação dos 124 membros, distribuídos entre titulares e suplentes, foi conduzido pela Câmara Técnica de Articulação Institucional (CTAI), que assegurou ao processo a eleição dos segmentos representativos da entidade, como abastecimento urbano, indústria e mineração, irrigação e uso agropecuário, hidroviário, pesca, turismo e lazer, hidroeletricidade, organizações não governamentais, organizações técnicas de ensino e pesquisa, comunidades tradicionais, povos indígenas, consórcios, associações intermunicipais ou de usuários, além dos poderes públicos municipais, estaduais e federal.

O novo presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Maciel Oliveira, iniciou sua fala defendendo uma maior integração e união. “ A gestão desse Comitê será de todos vocês. Discutiremos os problemas regionais, uniremos forças, traremos todos para junto de nós. Jamais iremos permitir que o que construímos seja destruído. Começaremos a discutir na base e continuaremos esse trabalho baseado no diálogo. Com a união dessa diretoria iremos fazer muito pelo Rio São Francisco”, disse.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *