Crea-SE promove palestra no Centro Universitário Ages

Aproximar a instituição de ensino e o Sistema Confea/Crea e ainda debater os desafios da Educação e o futuro profissional. Estes foram os principais pilares da palestra promovida pelo Crea-SE aos professores e estudantes dos cursos de Engenharia Civil e Agronomia do Centro Universitário Ages – UniAGES – localizado no município de Paripiranga (BA). O evento faz parte do ciclo de palestras preparatórias para o 8º Congresso Estadual dos Profissionais da Engenharia e da Agronomia (CEP-SE) que vai ocorrer no período de 25 e 26 de julho deste ano na capital sergipana.

Coord.-adjunto do CEP-SE, Alexsandro Meireles

O coordenador- adjunto da Comissão do CEP-SE, o engenheiro eletricista, Alexsandro Meireles abriu a programação destacando os objetivos do Congresso. “A cada triênio, o Crea-SE realiza o Congresso Estadual de Profissionais, seguido da etapa nacional. Estes eventos oferecem aos profissionais oportunidades de espaço para avaliação, debate e definição de estratégias, planos e programas de atuação em suas áreas, por meio de propostas de mudanças nos normativos que regulamentam o exercício da profissão”, explica Meireles.

              VEJA FOTOS DO EVENTO NO FACEBOOK DO CREA-SE

Ele reforça que a participação e a contribuição dos profissionais e futuros profissionais do

Assessora do Crea-SE, Marina Franca

Sistema Confea/Crea é muito importante, especialmente neste período das palestras preparatórias. “Este é o momento de avaliar, debater e apontar melhorias para a regulamentação de suas profissões, refletindo na valorização de seu trabalho. É uma oportunidade de conhecer o funcionamento e o papel do Sistema e, com isso, apontar sugestões e ações para o fortalecimento do Sistema como um todo”, afirma.

 A “Atuação Profissional: Os rumos da formação profissional da Engenharia e da Agronomia brasileiras” foi o tema ministrado pela assessora técnica do Crea-SE, a engenheira agrônoma, Marina Franca. A palestrante fez uma abordagem sobre diretrizes curriculares; educação à distância; sombreamento das profissões; mercado de trabalho e o futuro da engenharia diante das transformações tecnológicas. Também falou sobre ética, atribuição e legislação profissional e a importância do registro junto ao CREA-SE.

A coordenadora do Curso de Engenharia Agronômica, Núria Mariana Campos agradeceu ao Crea-SE pela oportunidade de ampliar  o debate em torno de temas tão relevantes  para os profissionais e estudantes. “É preciso acompanhar e ter conhecimento sobre as mudanças que já chegaram e que, de alguma forma, refletem na profissão”, enfatiza.

O professor Carlos Allan também parabenizou o Crea-SE pela iniciativa e reforçou a importância da participação de todos no CEP que vai ocorrer nos dias 25 e 26 de julho. “Levar a discussão para dentro da instituição de ensino é uma forma de aproximar o Sistema dos profissionais e dos futuros profissionais, mas, principalmente de conscientizar a todos da importância da troca de experiência e

Assessora do Crea-SE, Ruskaja Sandrin

conhecimento profissional que esses encontros oportunizam”, disse ele.

No evento, o presidente do Crea-SE, Arício Resende foi representado pela assessora de Política Institucional, Ruskaja Sandrin que conversou e tirou dúvidas junto aos  participantes sobre diversos assuntos. “É um momento de troca de conhecimentos e informações. Um espaço aberto para divulgarmos as ações do Crea e também de ouvirmos os profissionais e estudantes”, avalia Ruskaja.

 

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *