Crea-SE participa do XIX Congresso Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial

XIX CONEMI, um congresso pela segurança da sociedade e por uma engenharia humanitária.

“Como as Engenharias Mecânica e Industrial podem melhorar o Agronegócio do Brasil”. Durante três dias o assunto foi amplamente discutido na décima-nona edição do Congresso Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (CONEMI). O evento realizado na sede da Universidade Católica Dom Bosco, em Campo Grande, MS, contou a participação ativa do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) representado

Caio Francisco: “É preciso ampliar as discussões, no sentido de fortalecer e valorizar a Engenharia Mecânica”.

pelos conselheiros Caio Francisco Santana; Assis Marques e Romeu Santos.

 “O Conemi é um espaço fundamental para discussão e reflexão do papel daEngenharia Mecânica no processo do desenvolvimento do País. Em função dos novos desafios necessários para a evolução dessa modalidade da Engenharia é importante à realização de eventos como este e, mais necessária ainda é a participação dos profissionais. É preciso ampliar as discussões, no sentido de fortalecer e valorizar a Engenharia Mecânica, uma missão que o Conemi tem desempenhado com bons resultados”, avalia Caio Francisco ao destacar a participação, no evento,  de estudantes e de grandes nomes da Engenharia nacional e internacional.

O vice-presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), eng. Edson Delgado, representou o presidente do Confea, eng. Joel Kruger. Delgado é conselheiro federal por Mato Grosso do Sul. No seu pronunciamento, o engenheiro destacou a presença de grandes nomes da engenheira local e nacional. “Que este congresso possa contribuir para avanços da Mecânica Industrial do nosso país,

Vice-presidente do Confea, eng. Edson Delgado: “compartilhamento de conhecimentos em prol do desenvolvimento do país”.

com a união de todos os atores que praticam a engenharia. Que seja um simples prenúncio para o fortalecimento e restabelecimento da importância e relevância da Engenharia para os avanços tecnológicos, desenvolvimento do bem-estar social e humano, bem como contribuir para Engenharia, Ordem e Progresso do nosso querido e amado Brasil”.

O eng. Gutemberg Rios, presidente do CONEMI e da Abemec-DF, agradeceu todo o empenho da equipe de apoio e organização do evento. “É uma honra receber tantos profissionais e estudantes vindos de várias regiões do Brasil e do exterior. Um projeto sempre conduzido com muito carinho e entusiasmo, que ganha sua amplitude internacional, incentiva à transmissão de conhecimentos de profissionais seniores e integra a indústria ao agronegócio. É nessa visão de uma engenharia multidisciplinar e aglutinante e voltada para solução e desenvolvimento de nosso Brasil que damos início às nossas atividades no XIX CONEMI, um congresso pela segurança da sociedade e por uma engenharia humanitária”.

Presidente da Fenemi, Marco Aurélio Braga, destaca a integração da Mecânica e Industrial com outras engenharias para o desenvolvimento do agronegócio

No seu pronunciamento, o anfitrião do Conemi, presidente da Fenemi, eng. Marco Aurélio Candia Braga, falou de Campo Grande, e da própria família, que teve sua participação na construção da capital que comemora 120 anos no próximo dia 26. “Há dez anos, o Conemi foi realizado aqui em Campo Grande. É a oportunidade de avaliar a evolução da engenharia nacional, dos cursos de engenharia do país e os avanços profissionais”, destacou.  “Somos a engenharia humanitária, presente em cada atividade do dia a dia, prestando grandes serviços à sociedade. Nossa reunião aqui é para celebrar esse conhecimento e aprimorar cada vez mais o desenvolvimento tecnológico”, defendeu.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *