Crea-SE parabeniza formandos do curso de Engenharia de Produção e faz entrega de Carteiras de Autorização para Registro Profissional

O mercado de Engenharia de Produção ganhou novos profissionais com a formatura de 21 alunos do curso da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (FANESE). No ato da colação de grau, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) fez a entrega de Carteiras de Autorização para Registro Profissional aos novos engenheiros, uma iniciativa que visa estreitar a relação entre o Conselho e a instituição de ensino e, principalmente atestar a autenticidade do diploma.

Formandos do curso de Engenharia da Produção recebem do Crea-SE Carteiras de Autorização para Registro Profissional

CONFIRA AS FOTOS

Até então, somente após a colação de grau e com o certificado de conclusão de curso em mãos, é que os profissionais poderiam solicitar seu registro ao Crea-SE. A Carteira de Autorização facilita os trâmites para vinculação no Conselho e, ainda, assegura desconto de 60% na anuidade desde que o registro seja solicitado no prazo máximo de 180 dias a partir da colação de grau.  É o que explica o presidente do Crea-SE, Arício Resende ao parabenizar aos formandos pelo novo ciclo profissional que começa.

Presidente, Arício Resende faz entrega do Certificado a Maria Aparecida

Na cerimônia, o Crea-SE fez uma homenagem especial a formada, Maria Aparecida Fonseca Cerqueira que recebeu das mãos do presidente, Arício Resende , o Certificado de Honra ao Mérito por ter obtido a melhor nota no curso. “Sinto-me muito honrada e feliz. Foram anos de muito estudo e sacrifício e esse reconhecimento não deixa dúvida que tudo valeu muito à pena. Minha expectativa agora é poder aplicar tudo que aprendi no decorrer desses anos na minha empresa, pois sei que com o conhecimento que obtive na faculdade poderei ter bons resultados. E quem sabe futuramente um bom emprego.”, disse Aparecida.

“A formação de novos e capacitados profissionais de Engenharia de Produção, a mais multidisciplinar do mercado, é parte da nossa missão e contribuição à sociedade sergipana, que nos acolhe e confia em nossa formação com muita qualidade. A nossa Engenharia de Produção é destaque neste competitivo e desafiador mercado”, afirma o coordenador do curso, Alcides Araújo Filho.

Mercado de trabalho

O profissional de engenharia de produção tem muitas possibilidades de atuação em sua carreira, devido ao caráter multidisciplinar da sua formação. A base do curso, além de cálculo e física, é bastante direcionada para gestão e processos. Com isso, as oportunidades são multiplicadas, não se limitando apenas à indústria.

O Engenheiro de Produção  pode trabalhar diretamente com os sistemas de produção em fábricas, buscando formas de aperfeiçoar os processos, reduzir custos, aumentar a produtividade e garantir qualidade do trabalho. Além disso, prestadoras de serviços, lojas, setor de finanças e saúde, entre outros, oferecem boas oportunidades para o engenheiro de produção. Grandes perspectivas também têm se mostrado na área de logística, a qual é estratégica dentro das empresas e precisa de profissionais com o perfil técnico e com habilidades de gestão.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *