Crea-SE parabeniza a nova diretoria da Aseest e reforça apoio às entidades de classe

Nova diretoria da Aseest: Da esquerda para direita- Roberto Barros (Vice-presidente); Helder Daniel de Souza (Diretor Financeiro); Vanessa Marinho (Diretora Administrativa); Roberto Theobald (Secretário Geral) e Romeu Santos( Presidente.)

Com plano de metas traçado e com boas perspectivas para mais um mandato à frente da Associação Sergipana dos Engenheiros de Segurança do Trabalho (Aseest), o Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho, Romeu Santos foi empossado presidente da instituição para o triênio 2021/2023.

, Jorge Roberto Silveira reforça o apoio do Crea-SE para o bom funcionamento e fortalecimento das entidades de classe.

O presidente do Crea-SE, engenheiro civil, Jorge Roberto Silveira parabenizou e desejou sucesso a nova diretoria da Aseest e reforçou o compromisso do Conselho junto as entidades de classe. “Essas instituições representam os profissionais dentro do Crea e são a base do Sistema Confea. Temos trabalhado, no sentido de fortalecer essas organizações para que sejam referência em gestão e se tornem agentes de valorização profissional, participando nas questões de interesse da sociedade, através da mobilização de seus associados”, enfatiza Jorge Silveira.

Ao lado dos demais membros da diretoria, Romeu Santos apresentou suas propostas para os próximos três anos de gestão. “Uma das nossas prioridades é criar junto ao Crea-SE, a Câmara Especializada de Engenharia de Segurança do Trabalho”. Nesse espaço vamos ter voz e voto, com poder de analisar, julgar e decidir em primeira instância os assuntos relacionados à área de atuação, bem como  elaborar parâmetros e normas dos procedimentos de fiscalização destas atividades” disse Romeu.

Romeu Santos: Vamos intensificar as ações para aumentar a representatividade do engenheiro de segurança do trabalho no Sistema Crea”.

Registrar a Aseest no Conselho também é meta da gestão. “Vamos intensificar a campanha junto a todos os engenheiros que possuem o titulo de Engenheiro (a) de Segurança do Trabalho, para formalizar sua opção indicando esse título como principal junto ao Conselho. Essa alteração não gera qualquer impedimento ou restrição para atuar com seus outros títulos profissionais, nem altera suas atribuições em quaisquer dos seus títulos. Com isso, o profissional estará contribuindo para o fortalecimento da Engenharia de Segurança do Trabalho, garantindo maior representatividade quando da Renovação do Terço anual”, explica o presidente da Aseest.

Texto: Iris Valéria de Azevedo- Ascom-Crea-SE

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *