Crea-SE lança Programa Mulher com o compromisso de ampliar participação feminina no Sistema

No mês em que os olhares estão voltados à saúde das mulheres com foco na prevenção, diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) lança o Programa Mulher. A ação é definida como um marco importante no processo de consolidação da política de Equidade de Gênero do Sistema Confea/Crea e Mútua.

Integrantes do Programa Mulher do Crea-SE

O lançamento realizado de forma híbrida foi conduzido pelo vice-presidente do Crea-SE, Augusto Duarte Moreira, que no evento representou o presidente do Crea-SE, Jorge Roberto Silveira. O evento foi prestigiado virtualmente pelo presidente do Confea, Joel Krüger; diretoria do Crea-SE; Mútua; conselheiros e conselheiras,  representantes de entidades de classe e colaboradores do Conselho.

Vice-presidente do Crea-SE, Augusto Duarte

A proposta do Programa é trazer para discussão e reflexão questões que vão além do mercado de trabalho e salário. É o que afirma Augusto Duarte ao destacar que a iniciativa tem uma amplitude maior que passa por questões culturais que resultam em discriminação e violência física e psicológica contra a mulher. “O Programa Mulher passa a ser a ferramenta para atuarmos com ações e políticas que fortaleçam o respeito e a valorização da mulher dentro do Sistema e na sociedade”, reforça Duarte.

Presidente do Confea, Joel Krüger

Em sua fala, o presidente do Confea, Joel Krüger fez questão de enfatizar sua felicidade em testemunhar a implantação do Programa Mulher em mais um Crea e destacou a importância da ampliação do Programa em todo o Sistema. “O Programa nasceu da necessidade de formar não apenas um grupo de trabalho, mas de consolidar um programa permanente visando fomentar a participação da mulher nos Conselhos e Entidades de classe da Engenharia e Agronomia brasileira”, disse Joel ao parabenizar o Crea-SE pela iniciativa.

Para a conselheira Ana Carolinne Aragão o Programa Mulher se constitui em um espaço importante para discussão de políticas e projetos que busquem ampliar a participação feminina de forma protagonista em todas as esferas do sistema profissional.

Incentivar a participação feminina de forma protagonista dentro do Sistema Confea/Crea por meio de políticas e programas que sejam atrativos para as mulheres, bem como incentivar o registro profissional das engenheiras, agrônomas e profissionais das geociências após a sua formação acadêmica foi destacada pela vice- presidente da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), Elaine Santana. “Nesse processo é fundamental o apoio e a participação das entidades de classe. Essas instituições são a porta de entrada das mulheres no Sistema”, disse Elaine.

Palestra/Sorteios

O evento foi marcado pela palestra da Especialista em Hidrogeologia Aplicada e Mestre em Geociências – Geoquímica e Petrologia, a engenheira química, Simone Baia que falou sobre “As lutas por equidade de gênero na engenharia”. Na ocasião também foram sorteados dois cursos para os participantes inscritos.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *