Crea-SE lamenta a morte de Sadi Paulo Castiel Gitz, empresário, engenheiro mecânico e ex – conselheiro da autarquia federal

Empresário, Sadi Gitz

É com profundo pesar que o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE), por meio de seu presidente, o engenheiro agrônomo, Arício Resende Silva , recebe a triste notícia da morte do empresário e proprietário de cerâmica Escurial, o engenheiro mecânico, Sadi Paulo Castiel Gitz.

No período de 1987 a 1989 e de 1992 a 1994, Sadi Gitz exerceu a função de conselheiro do Crea-SE. “O empresário sempre foi um homem atuante e de posicionamentos e desde que se instalou em Sergipe trabalhou e contribuiu para o desenvolvimento da economia gerando renda e centenas de empregos. O que ocorreu foi um fato lamentável”, disse o presidente Arício Resende.

O empresário cometeu o suicídio na manhã desta quinta-feira (4), durante a abertura do Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural, na orla da Atalaia, em Aracaju com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e com o governador sergipano, Belivaldo Chagas, além de várias outras autoridades e convidados.

O empresário gaúcho nasceu em Porto Alegre, no dia 13 de novembro de 1948. Graduado em matemática, engenharia mecânica e administração, chegou a Sergipe na década de oitenta. Sadi atuou na Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) e na Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). Também foi presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) de 2009 a 2011. Mas a atividade de maior destaque ao longo das últimas décadas foi na fábrica de cerâmica Escurial, com sede na cidade de Nossa Senhora do Socorro.

O velório do empresário será realizado nesta sexta-feira (5), no Cemitério Colina da Saudade. No sábado (6), o corpo segue para a cidade de Alagoinhas (BA), onde será cremado.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *