Crea-SE inicia projeto para instalação de energia solar fotovoltaica em sua sede

O projeto orçado em R$ 513 mil deverá ser concluído em três meses.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) iniciou o planejamento  para execução do projeto de instalação de um conjunto de 274 painéis geradores de energia solar fotovoltaica em sua sede. O cronograma de colocação das placas, que totalizam 90 kWp/mês de potência, deverá ser concluído em três meses. O  contrato com a empresa vencedora da licitação foi firmado no valor de R$ 447.128,73.

Serão instalados 274 painéis geradores de energia solar fotovoltaica na sede do Conselho.

“Depois de instalado o sistema, a expectativa é que o Crea consiga economizar e redirecionar para outras áreas,  os recursos atualmente destinados às despesas com energia elétrica, que hoje variam em torno de R$ 7.500 mensais. Os cálculos é que o projeto resulte em uma economia de 80% destes custos”. É o que afirma o presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo, Arício Resende Silva.

Arício Resende: “O investimento nessa fonte de energia alternativa vai resultar em uma economia de 80% nos custos com energia elétrica”.

Ele também destaca que, além da redução significativa nas despesas com energia elétrica, a iniciativa visa à manutenção consciente dos recursos naturais, que resulta em diversos benefícios para o meio ambiente, como diminuição do desmatamento, redução de emissão de gases do efeito estufa, e redução de poluição por fontes contaminadoras, como carvão, dentre outros.

Alexsandro Meireles Menezes: “A importância da energia solar pode ser avaliada a partir do seu impacto social e ambiental”.

Esta semana o controlador do Crea-SE e responsável pela fiscalização do projeto, o engenheiro eletricista, Alexsandro Meireles Menezes dos Santos acompanhou a inspeção realizada na sede do Conselho que teve como objetivo fazer a análise estrutural do prédio e do telhado. “Foi feita uma avaliação da estrutura; do telhado e do quadro de distribuição de energia para somente então iniciar a instalação das placas”, explica Alexandro ao enfatizar que esta iniciativa representa um novo cenário para o Crea-SE, com a utilização dessa importante fonte de energia alternativa.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *