CEF destaca clima democrático e de segurança sanitária das eleições 2020

Medidas de segurança contra a Covid-19 foram adotadas

Neste 1º de outubro, profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua foram às urnas para eleger os futuros presidentes do Confea e dos Creas, conselheiros federais da Bahia, Tocantins, Maranhão, Paraná e Rio Grande do Sul, além de diretores-gerais e administrativos das Caixas de Assistência dos Profissionais dos Creas (Mútua).

Mesas eleitorais funcionaram das 8h às 19h. Na foto, profissional participa do pleito em Sergipe

Concluída a votação às 19h, o coordenador da Comissão Eleitoral Federal (CEF) destacou o clima de tranquilidade do pleito em todo o país. “Não houve registro de ocorrência que comprometesse as eleições”, afirmou o conselheiro federal, eng. agr. João Bosco de Andrade Lima Filho, que acompanhou o desenrolar da votação em regime de plantão com os demais integrantes da comissão, desde as 8h desta quinta-feira.

Bosco pontuou ainda que o trabalho integrado entre Confea e Creas garantiu a realização do processo eleitoral neste ano atípico, assegurando o exercício do voto livre do eleitor. “A preocupação desde o início era a preservação da saúde de todos os envolvidos nas eleições, por isso a CEF divulgou três deliberações com as medidas de proteção contra a covid-19, o que garantiu a realização desse regime democrático, que aconteceu hoje em clima de paz nos Creas”, assinalou o coordenador.

Na avaliação do presidente em exercício do Conselho Federal, o êxito neste 1º de outubro é resultado do empenho da CEF em adotar as medidas de proteção e também em padronizar procedimentos.

“De modo competente, a comissão, a equipe de apoio e a Procuradoria Jurídica colocaram as regras de modo muito claro e com linguagem uniforme ao longo do processo que correu bem em todo Brasil, permitindo aos profissionais o exercício do voto para fazer um Sistema melhor. O fato de as eleições terem sido realizadas em todos os estados, sem restrição dos governos locais, comprova essa competência da CEF”, enfatizou o eng. civ. Osmar Barros Júnior.

Para preservar a saúde da comunidade profissional da Engenharia, Agronomia e Geociências e dos colaboradores durante o pleito eleitoral, os Conselhos Regionais aplicaram o protocolo sanitário recomendado pelas autoridades de Saúde, como o uso obrigatório de máscaras e protetores faciais, pelos mesários. Já os eleitores tiveram as mãos higienizadas com álcool gel 70%, além de obedecerem ao distanciamento mínimo, seguindo demarcações visuais. Para as pessoas do grupo de risco foram dedicados horários preferenciais.

Apuração
O mapa de apuração e a ata final da eleição devem ser enviados até o próximo dia 5 pelas comissões eleitorais dos Creas para a CEF, que terá 23 de outubro como data-limite para consolidar os dados e encaminhar ao plenário federal proposta de homologação dos resultados. Os candidatos eleitos para o mandato 2021-2023 serão conhecidos até o dia 30 deste mês. “A intenção é que todas estas etapas sejam realizadas com transparência, dentro das normas e prazos”, sinalizou o coordenador da Comissão Eleitoral Federal.

Na página da CEF é possível conferir o calendário completo, editais e deliberações da comissão. Mais informações: cef@confea.org.br.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *