Ações e articulações políticas em defesa da Engenharia são discutidas no Colégio de Presidentes em Salvador

Reunião dos Presidentes do Sistema Confea/Crea/Mútua, em Salvador (BA).

Ao lado de lideranças do Sistema Confea/Crea/Mútua, o presidente do Crea-SE, engenheiro civil Jorge Roberto Silveira  participa da 4ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes, em Salvador (BA). Um dos assuntos em pauta está o alinhamento de ações e articulações junto ao Congresso Nacional em defesa dos projetos em tramitação de interesse da Engenharia, Agronomia e Geociências.

Presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger

O presidente do Confea, Joel Krüger destacou o trabalho dos Conselhos Regionais junto à bancada de parlamentares de seus respectivos Estados em defesa dos projetos que seguem tramitando na Câmara dos Deputados e Senado e que tratam de questões que afetam a Engenharia. “Precisamos seguir com este trabalho e acompanhar de perto toda a movimentação no Congresso e a participação dos Creas é fundamental”, afirma Krüger ao ressaltar os contatos políticos que vêm sendo realizados pelo presidente do Crea-SE em defesa de um importante projeto em tramitação na Câmara Federal.

CONFIRA MAIS FOTOS DA REUNIÃO NO FACEBOOK DO CREA-SE

Presidente do Crea-SE, Jorge Roberto Silveira

“Estamos fazendo um trabalho de bastidores, conversando com alguns parlamentares e alinhando ações na expectativa de obter resultado favorável para a nossa engenharia em projetos que estão na pauta do Congresso”, disse o presidente, Jorge Silveira.

A abertura da programação do CP de Salvador foi prestigiada pelo vice-governador e secretário de Planejamento da Bahia, João Leão que fez uma explanação sobre projetos, obras e investimentos feitos na Bahia nas áreas de Engenharia, Agronomia e Geociências, o que, segundo ele, “devem aumentar de R$ 52 bilhões para R$ 170 bilhões, a receita do estado em quatro anos”.  O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) também participou do primeiro dia de reunião e falou sobre o Projeto de Lei 2323/2021, de sua autoria. “Peço aos deputados federais que contribuam com propostas de aperfeiçoamento do documento que dispõe sobre a retomada de convênios e demais termos jurídicos atinentes às obras públicas, que tenham sido iniciadas e estejam inconclusas até o final do exercício financeiro de 2018”, alerta o parlamentar.

Diretor-presidente da Mútua, eng. agr. Francisco Almeida

Mútua
O diretor-presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Francisco Almeida fez a prestação de contas da Caixa de Assistência aos Profissionais. “Temos em torno de 91 mil contribuintes adimplentes. Temos um universo grande para chamar os profissionais para a Mútua. Não dá para termos uma média de 15% de registro por estado. Nossa meta é chegar a 40%, se conseguirmos implementar os benefícios que estamos programando”, conclamou, convidando também os presidentes e conselheiros federais a participarem da elaboração do planejamento estratégico da entidade. “Queremos fazer a integração geral e irrestrita com vocês”, disse Francisco.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *