75ª SOEA: Arício Resende afirma que o momento é de alinhar ações pela reconstrução do Brasil

Com o apoio da Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) participa de mais uma edição da Semana Nacional da Engenharia e da Agronomia (SOEA) que acontece até essa sexta-feira (24/8) no Centro Cultural e de Exposição, Ruth Cardoso, em Maceió. Diretores, conselheiros, profissionais, representantes de entidades de classe, servidores, estudantes e demais convidados integram a delegação do Regional. Essa 75ª edição trouxe como tema central ‘Engenharia e Ética na reconstrução do Brasil’ e uma vasta programação marcada por palestras magnas, debates, mesa-redonda, exposições, painéis, seminários e minicursos.

O presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo, Arício Resende Silva destaca a importância da SOEA como um espaço oportuno  e essencial para debater e refletir importantes temas que envolvem a engenharia brasileira. “A promoção de debates e eventos desse porte resultam em planos de ação e, principalmente na participação ativa

Presidente do Crea-SE, Arício Resende

dos profissionais na construção de políticas públicas com foco na retomada do desenvolvimento do País. O momento é de reconstrução da confiança e na recuperação econômica. Precisamos superar os desafios e nos mobilizar e a SOEA é uma grande oportunidade”, avalia o presidente do Crea-SE.

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Krüger, destacou a importância dos debates da Semana para definir os rumos da profissão e do progresso do Brasil. “A engenharia brasileira tem que ser a locomotiva desse desenvolvimento. Ela é destaque internacional e temos que fazer valer essa importância e temos na Soea essa oportunidade”, acredita o presidente do Confea. Em seu discurso falou da importância do diálogo com os diversos órgãos do governo e outras instituições. “Precisamos mostrar que a nossa engenharia, nossa agronomia, nossas geociências são alavancas propulsoras do desenvolvimento nacional e precisam ser respeitadas e ouvidas”.

Presidente do Confea, Joel Krüger

O presidente do Confea também foi enfático ao se posicionar contra a privatização da Eletrobrás. “A Eletrobrás é agente protagonista do setor elétrico. O Confea não ficará omisso, assistindo passivamente a desmontes de patrimônios nacionais – se posicionará da mesma forma sempre que a soberania nacional for atacada”, disse.

Nos quatro dias de programação foram muitos os momentos de grande participação do público, a exemplo da palestra magna sobre “Engenharia e Ética na reconstrução do Brasil”, proferida pelo professor Clóvis de Barros Filho, um dos maiores e mais requisitados palestrantes da atualidade. O palestrante fez uma imersão reflexiva sobre a definição e o conceito de ética e moral e como tais valores e princípios têm moldado as relações interpessoais, profissionais e da vida em sociedade ao longo da história

 Para Clóvis de Barros, a moral implica um comportamento ou conduta pessoal e depende, portanto, da consciência individual dos limites da ação. “A moral não se autoriza, não tem a ver com fiscalização, repressão ou punição. Você decide os limites de acordo com os conceitos, valores e princípios que considera dignos, altivos ou soberanos”, pontuou.

                                             CONFIRA AS FOTOS NO FACEBOOK

Um dos momentos mais emocionantes foi à homenagem com a entrega da Láurea ao Mérito a 24 profissionais e três instituições como reconhecimento das contribuições relevantes ao progresso da ciência, da tecnologia, das artes e ao desenvolvimento socioeconômico do Brasil. A premiação teve como ponto alto o discurso da eng. agr. Mariangela Hungria que, representando os 27 homenageados, destacou o sentimento de orgulho e emoção comum a todos os profissionais que receberam a honraria na noite.

“O que todos estamos sentindo pode ser resumido pelo que aconteceu comigo a partir dos cinco anos de idade, quando já acalentava o sonho de ser engenheira. E mais quando optei pela Engenharia Agronômica”, frisou Mariangela, citando grandes nomes que foram homenageados pelo Confea, como Juscelino Kubitschek e Lúcio Costa.

A 75ª SOEA foi encerrada nesta sexta-feira (24/8) com a participação de mais de 3.500 pessoas. Em 2019, quando o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (Crea-TO) completa 26 anos, Palmas irá sediar a 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea).

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *