4º ESC: Palestras marcam primeiro dia de programação

Pres. Crea-SE, Arício Resende

A atuação dos Conselhos de Fiscalização à luz do princípio da transparência; controle de gestão; desafios em gestão de pessoas na atualidade; planejamento previdenciário e os benefícios da Mútua. Os temas marcaram o primeiro dia de palestras do 4º Encontro de Servidores e Conselheiros, evento promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE). A programação aberta nesta quinta-feira (8/3) prossegue até sexta-feira (9/3) na sede da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe (AEASE).

O evento foi aberto pelo presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo Arício Resende que fez uma breve explanação sobre as mudanças implantadas no Conselho com foco, principalmente na melhoria do atendimento. Também apresentou a evolução do Crea, fruto das medidas adotadas em seu primeiro mandato,  e as ações que serão desenvolvidas para os próximos três anos.

Arício Resende também destacou a importância do Encontro. “O evento tem por finalidade alinhar as ações entre os membros do   Conselho, diretoria e servidores com o objetivo de aprimorar os conhecimentos para que todos tenham mais clareza sobre o funcionamento do Crea e possam desenvolver suas atividades da melhor forma possível.  É também um encontro de boas-vindas aos novos conselheiros empossados no início de fevereiro deste ano”, explica

ele.                                                       Confira os melhores momentos no  álbum de fotos do Facebook 

Diretor de Benefícios da Mútua nacional, Jorge Silveira

Na oportunidade, o diretor de Benefícios da Mútua nacional,Jorge Roberto Silveira e o diretor-geral da Mútua em Sergipe, Ronald Donald destacaram a atuação da Instituição, como novos projetos e as diretrizes seguidas pela atual Diretoria Executiva, além de dados relativos aos benefícios e demais produtos oferecidos aos associados.

Diretor-geral da Mútua-SE, Ronald Donald

Já o gerente de Previdência da Mútua, Rodrigo Castilho, falou sobre a importância da Previdência Complementar. Com um panorama da atual situação do INSS,

Gerente de Previdência da Mútua, Rodrigo Castilho

mediante a possível reforma da previdência, Castilho mostrou a relevância dos profissionais constituírem um fundo complementar para garantir suas aposentadorias no futuro.

  Em seguida foi à vez da Coordenadora do MBA de Desenvolvimento Humano de Gestores e Recursos Humanos da Fundação Getúlio Vargas, Denise Athayde Dutra ministrar sobre o tema ‘Gestão de pessoas: desafios atuais e tendências’.   Em sua abordagem, a palestrante pontuou que num contexto organizacional inteiramente inédito, é preciso dar um enfoque mais centrado na subjetividade humana. “Isto implica redescobrir a gestão de

Denise Athayde

pessoas voltada para os fatores intangíveis característicos do ser humano: a emoção, os sentimentos, o prazer, a satisfação, os sonhos, a criatividade e a intuição”, disse ela.

A programação do primeiro dia foi encerrada com uma palestra sobre “TCU e os Conselhos de Fiscalização Profissional’, ministrada pela chefe da Controladoria do Confea,  Mair Ferreira Ramos. O tema teve como foco esclarecer os principais pontos vinculados à elaboração dos

chefe da Controladoria do Confea, Mair Ferreira Ramos

relatórios de gestão e das prestações de contas submetidos ao exame e julgamento pelo Tribunal de Contas da União (TCU). ”Ao elaborar sua prestação de contas é fundamental que retrate, com a maior fidelidade possível, aquilo que efetivamente realizou com os valores que lhe foram confiados. É preciso ter em mente a regra de que a coisa pública deve ser cuidada à luz do princípio da transparência” alerta Mair.

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *